O Som do Medo

Por que ficamos com tanto medo quando escutamos ecos de passos, uma respiração ou o ranger de uma porta? Sean Street, apresentador do programa The Sound Of Fear, investiga a psicologia do medo.

Alguns dos entrevistados de Sean são David Toop, músico e escritor, e a cineasta Chu-Li Shrewring, que falam sobre como o som pode desencadear o medo e como isso inspira o trabalho deles. Também a neuro cirurgiã Sophie Scott explica como o cérebro processa o medo e Nigel Paterson, diretor do programa “Planeta Dinossauro”, fala um pouco sobre como a equipe dele conseguiu criar sons para animais que não conhecemos.

O contexto é sempre muito importante, David Hendy revela que rádio antigamente era assustador, pelo fato de que havia uma voz, mas nenhuma pessoa, nenhuma fonte. Segundo Louis Niebur, PhD em Musicologia, na década de 50 a chegada dos sons eletrônicos permitiu que produtores dos programas usassem sons que assustassem as pessoas, não só pelos sons em si, mas pelo fato de que elas desconheciam aqueles sons. O pesquisador Marcus Leadley explica como isso desencadeia um estado chamado de esquizofonia (separação de som e fonte).

Durante todo o programa há uma variedade de sons assustadores, ruídos e músicas, desde raposas brigando na noite de Londres até a trilha sonora de “Psicose”. Mesmo com todos esses sons, às vezes, para criar uma experiência realmente assustadora, basta o silêncio total.

Além de tudo isso ainda tem um pouco de Freud em The Sound Of Fear.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s