A TABELA PERIÓDICA DO JAZZ

PTJ

PROCESSO DE PRODUÇÃO

David Marriott é músico e professor, ele ensina a história do Jazz e gosta muito de ficção cientifica. Um dia, lendo alguns de seus blogs de ficção, ele viu que estão fazendo tabelas periódicas de várias coisas, daí que veio a ideia.

Depois de contar todas as colunas e linhas da tabela, ele conseguiu separar as coisas. Cada linha seria uma década, começando pela década de 20, pois assim ele poderia chegar até os dias de hoje. E, com as 18 colunas, ele eliminou uma para deixar “em haver” caso fosse necessário (ou seja, se ele quisesse ele poderia colocar a coluna de volta).

Depois de colocar Louis Armstrong e Jelly Roll Morton como os dois pilares dos anos 20, Marriot fez algumas decisões lógicas: Na esquerda, ficaram os dois mais dominantes, inovadores, ou as vozes mais marcantes da década; na direita, estão os pianista, em uma tentativa de ter pelo menos um instrumento cruzando as décadas verticalmente. Os pares foram preenchidos ao longo da esquerda rapidamente através da década de 80 e posicionados para “funcionar” no resto das linha.

Os fatores primordiais na decisão de David em fazer a Tabela Periódica do Jazz foram as influências e a inovação encontradas no estilo e improvisação do Jazz. Muitos dos músicos favoritos dele não entraram na tabela, pode-se notar que não há nenhum trombonista. Por exemplo, J. J. Johnson é mais importante, mais influente, mais inovador ou de qualquer forma mais significante do que os outros oito da lista (Bird, Diz, Dexter, Max, Lee Konitz, Lennie, Bud and Monk)? É difícil se convencer disso. Essas coisas aconteceram bastante no processo de escolha dos músicos. David se perguntava “O que, não tem Oscar Peterson? Não tem Tony Williams?” Infelizmente, não. Mas devido as limitações da configuração, alguns cortes tiveram que ser feitos, talvez você fizesse diferente… E deveria, é um exercício muito bom!

Quanto mais pra baixo você vai, a regra da década fica mais solta, especialmente com mais e mais músicos atravessando os anos 60 e 70 ou 70 e 80. Então David para de ser tão rigoroso, pois a evolução fica intacta mesmo colocando Bill Evans na década de 60 ou na de 70, por exemplo. David se sentiu obrigado a representar o máximo de estilos diferentes possíveis. Os anos 80 foram muito mais que “Wynton-Branford-“Young Lions”-neo-classicismo (por exemplo), como um monte de gente escreveu, mesmo assim, no final, ou pelo menos em 20 anos, a década de 80 ainda será lembrada como se fosse só esse movimento.

Miles Davis foi difícil também. A voz dele, e de toda a sua prole, reverbera tão fortemente pelos anos 50, 60 e 70, que ele precisava daqueles 3 espaços no meio dos tipos. Isso deu a David uma área da tabela para colocar os trompetistas, assim como colocar pessoas e vozes conectadas a Miles Davis próximas dele. Marriott chegou a pensar em nomear o grupo como “Principe das Trevas”, mas achou que pintar aquela categoria de preto fosse o bastante para homenageá-lo.

Mesmo com todo esse estudo, David tentou brincar um pouco. Muitos dos “símbolos dos elementos” são apelidos ou outras referências. Ele também teve que incluir Horace Silver e Herbie Nichols com seus símbolos reais, isso explica o “Ag” para Horace Silver.

Os últimos 20 anos foram os mais difíceis. O que os livros de história vão dizer sobre Craig Taborn e Geoff Keezer em 2030, por exemplo? Será que Medeski, Martin, e Wood foram uma moda passageira? Miquel Zenon ainda vai ser considerado um gênio em 2035? Essas são perguntas difíceis de responder. Marriott não é um vidente, mas sabemos que esses artistas entraram nas listas de “Melhores da Década” feitas por críticos, músicos e fãs. Essa tabela é UMA evolução do Jazz e não A evolução do Jazz, então é claro que David colocou alguns de seus favoritos aqui e ali. Mesmo assim, pra quem não conhece o Jazz assim tão bem, já pode ter uma ótima noção por essa tabela.

FUNCIONAMENTO

É só passar o mouse em cima do nome do artista para ver sua foto e um clique abre uma janela com o link para a página do Wikipedia do artista ou YouTube, assim você já pode se atualizar e conhecer melhor os artistas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s